Ceará é o segundo do Nordeste em número de academias
Ceará é o segundo do Nordeste em número de academias
Posted by

Ceará é o segundo do Nordeste em número de academias

 

Mercado aquecido e novos modelos de negócios fazem empresários repensar em estratégias para atender às novas necessidades dos clientes.

Localização, estrutura, atividade, horário de funcionamento são fatores cruciais para quem escolhe uma academia para treinar. E a demanda crescente de público deixa o mercado aquecido e propicia o surgimento de negócios alternativos ante modelos conhecidos pela turma da atividade física.

Segundo levantamento mais recente realizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Brasil ocupa a segunda posição no ranking mundial de investimentos para a prática de atividade física. O País perde apenas para os Estados Unidos. No Nordeste, o Ceará está em segundo lugar em número de academias, atrás da Bahia.

A diversificação é o trunfo para quem quer ingressar no mercado. Há academias exclusivas para mulheres, especializadas em lutas, fitness club e mais recente, as de low cost (baixo custo). Com menos variedade de exercícios, número reduzido de funcionários e sem aulas em grupo, as academias low cost conseguem uma mensalidade menor que usualmente é cobrado nas tradicionais e assim acirram a competitividade.

Há pouco mais de um ano no mercado local, a franquia de academias Smart Fit, do Grupo Bio Ritmo, oferece o serviço. Conta com oito unidades, dotadas de máquinas modernas, localizações estratégicas para um grande fluxo de pessoas e pacotes a partir de R$ 49 mensais.

Preço aliado à infraestrutura é atrativo para clientes e motivo de atenção para a concorrência. “Os empresários precisam ficar atentos se esse valor é somente uma estratégia de entrada no mercado, ou se de fato será o praticado. Ações de entrada no mercado não costumam demorar muito. A melhor defesa das empresas é fidelizar os usuários que já têm”, explica o economista Alex Araújo.

Para ele, as academias de menor porte tendem a sofrer mais o impacto da guerra de preços. Cair em campo com valores inferiores, pode levar à falência. O ideal é manter o valor justo. “Quando o empresário investe em profissionais, atendimento, equipamentos, na diversidade de serviços, o usuário costuma reconhecer, pagar o preço justo e permanecer na academia que já frequenta”, diz.

Para Luiz Barretto, presidente do Sebrae Nacional, em alguns casos falta maturidade na gestão dos empreendimentos. “As micro e pequenas empresas precisam ter foco em produtividade para minimizar custos, aumentar a lucratividade e o nível de competitividade”, ressalta.

 

Fonte: http://www.opovo.com.br/app/opovo/economia/2015/02/23/noticiasjornaleconomia,3396773/ceara-e-o-segundo-do-nordeste-em-numero-de-academias.shtml

Comments

0 Comentários desativados em Ceará é o segundo do Nordeste em número de academias 358 13 fevereiro, 2015 Mercado Fitness fevereiro 13, 2015

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisar

Cursos

Facebook