O erro estratégico das academias pode estar no líder
O erro estratégico das academias pode estar no líder
Posted by

O erro estratégico das academias pode estar no líder

 

“A falta de capital humano talentoso limita o crescimento da empresa” Ireland, Hoskisson e Hitt, (2014); Farias (2016) diz que os gestores de academia são os norteadores de todo processo de melhoria pretendido pelas empresas.

Com base nesta afirmativa acima, que iremos discutir sobre um problema recorrente na estratégia de gestão das empresas de fitness. A alocação estratégica de pessoal.

Apesar de estudos na área de administração voltados para o fitness serem escassos, os poucos estudos, mostram uma radiografia do mercado bem intrigante. A falta de capacitação técnica dos gestores de academias.

Os estudos de Corrêa e Ferreira,(2009); Lima (2011) e Freitas e De bom (2015), demonstram a falta de formação técnica em administração dos atuais gestores. Esses estudos apontam que os gestores que tocam as academias hoje, tem uma sólida formação nas áreas ligadas à Educação Física e nada voltado para a área de gestão.

Saba (2006) afirma que a administração de uma academia prevê a capacitação em gestão e não somente nas áreas técnicas da Educação Física. No estudo de Freitas e De bom (2015) apenas 1 entrevistado possuía Pós Graduação na área de gestão, os demais tinham nas áreas de treinamento desportivo, Personal Trainer, Fisiologia e Educação Especial. Saba (2006); Corrêa e Ferreira (2009) e Freitas e De bom (2015) apontam que a falta dos conhecimentos de gestão, revela um grau de amadorismo do setor!

Armiliato (2007) é mais enfático e diz que o maior problema na gestão de uma academia é a falta de formação técnica em gestão dos proprietários e gestores das academias. Corroborando com Lima (2011)

“Encontrar pessoas que possam tomar as decisões de maior sucesso sobre a utilização dos recursos da organização é um desafio. Ser capaz de fazer isso é importante porque a qualidade das decisões dos lideres em relação aos recursos e a sua gestão afetam a capacidade da empresa de alcançar a competitividade estratégica”. Ireland, Hoskisson e Hitt, (2014). Talvez esteja ai a ponta visível de um iceberg e que devido a zona cinzenta do setor em relação ao assunto, as empresas não se importem. Preocupado-se em capacitação técnica voltada ao treinamento, e não estou dizendo que não é importante. É, e muito!! Mas, administrar uma empresa fitness requer sólidos conhecimentos em gestão voltada a fitness. As empresas e os profissionais precisam pensar mais estrategicamente e colocar o gestor da academia dado sua capacitação técnica em gestão e não como observo em minhas palestras e consultorias onde o coordenador/ gestor foi promovido por ser um bom profissional em sua área. Claro, que um profissional de Educação Física entende do negócio por vivencia prática. Mas, somente isso não basta para administrar uma empresa e ter um resultado melhor nos seus balanços.

A falta de capacitação técnica em gestão de empresas fitness torna a gestão amadora, como citado pelos autores. E isso é um câncer para o negócio que irá definhando até sua morte, caso não haja uma intervenção precisa e cirúrgica.

Referências:

Armiliato, Almeris (2007). Entrevista Revista Fitness Business, V. 322, jul/ago, São Paulo.

Saba, Fabio . Liderança e gestão para academias e clubes esportivos. São Paulo: Phorte, 2006

Lima, J. L. (2011). Planejamento estratégico como ferramenta de gestão: um estudo de caso em uma academia de ginástica em Vila Velha, Espírito Santo-BR. Revista Intercontinental de Gestão Desportiva, (1)2, 97–110
CORRÊA, Silvana Aparecida Martins; FERREIRA, Ademir Antonio. Estratégia competitiva das academias de ginástica da cidade de São Paulo.Facef Pesquisa, v. 12, n. 1, p. 63-76, 2009.

DE FREITAS, Letícia Cardoso; DE BOM, Francine Costa. A Estrutura Administrativa do Negócio Academia na Cidade de Sombrio-SC. Podium Sport, Leisure and Tourism Review, v. 4, n. 2, p. 58-71, 2015.

FARIAS, E. Gestão & Perfil de Gestores: Papel dos Gestores x Excelência nos Negócios. São Paulo, Revista Empresário Fitness & Health, Edição 70, 2015.

IRELAND, R. Duane; HOSKISSON, Robert E.; HITT, Michael A.. Administração Estratégica. 10. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2014. 461 p. Tradução: Foco traduções.

 

Rafael Fernandes – Mestrando em Administração Estratégica, Especialista em gestão de empresas de fitness e wellness, Especialista em Administração e Marketing Esportivo. Chefe de Esporte e lazer SESI- Unidade Santa Cruz, Coordenador academia Bodytown, Colunista dos sites: oportunidadefitness.com e gestaofitness.com.br, Pesquisador na área de gestão no fitness, Palestrante e consultor de academias, Professor de Educação Física (CREF 027635), Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9268675559198932 – Tel:(21) 981760350

 

Comments

1 Comentários desativados em O erro estratégico das academias pode estar no líder 1527 12 junho, 2016 Liderança e Pessoal, Rafael Fernandes junho 12, 2016

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisar

Cursos

Facebook