A aplicação de brincadeiras em suas estratégias de trabalho
A aplicação de brincadeiras em suas estratégias de trabalho
Posted by

A aplicação de brincadeiras em suas estratégias de trabalho

Fazer uso de jogos e brincadeiras no desenvolvimento de atividades dirigidas ao público adulto já é uma realidade.

Se você é um empresário da área de  fitness e pensa em inovar em seus treinamentos e serviços, reveja seus conceitos, vá em busca do simples, poderá ser mais enriquecedor do que você imagina.

Brincar faz parte da cultura humana, algumas brincadeiras existem há milênios como as brincadeiras de roda que envolvem o corpo ou como brincadeiras com bola, pipa, que exercitam a capacidade de relacionar-se etc., por isso, lanço um desafio a você leitor: Possibilite pelo menos um dia de brincadeiras para seus funcionários e ou clientes, trace no momento da ação os benefícios  visualmente  perceptíveis e avalie a aceitação deste dia com os participantes, quem sabe, você começa a incluir esta milenar atividade em sua rotina.

O que significa realizar brincadeiras?

Brincadeiras são realizações de movimentos coreografados, ou seja, são movimentos organizados que permitiram, por exemplo, o desenvolvimento de capacidades necessárias para o bom convívio social, como a linguagem falada, não dá para brincar de um jogo de queimada, por exemplo, sem comunicar-se e tratar estratégias com sua equipe. Brincadeiras são ações que constituem redes neuronais importantes, que  fornecem  substratos para comportamentos que se estabelecerão na infância, na juventude e nos vários períodos da vida adulta. Nas brincadeiras não percebemos o tempo passar, porque é no brincar que nos entregamos de forma espontânea, não conseguimos pensar em problemas e situações estressantes tão comuns no cotidiano de quem trabalha. Brincar permite entrar em contato com a própria vontade para então conseguir decidir. Brincar permite arriscar sem medo, para  a pessoa então sentir-se confiante em suas tomadas de decisões. Brincar ganhando, perdendo e cooperando para saber conviver pacificamente.

A habilidade motora de uma criança é desenvolvida durante o brincar. Através do simbólico jogo da brincadeira, a criança vai entender o mundo ao redor, testar habilidades físicas, como correr e pular, aprender as regras, colher os resultados positivos ou negativos dos seus feitos, registrando o que deve ou não repetir nas próximas oportunidades.

Enfim, nunca é tarde para resgatar estas ações, ou até mesmo, possibilitar a primeira experiência para seus funcionários e alunos, reeducar o corpo é possibilita-lo a reviver e viver novas experiências.

Vá em frente, inove com o passado.

 

Este texto foi inspirado em uma publicação do SESC Interlagos de 2001.

 

Andrea Frangakis é Profissional de Educação Física; Especialista em Educação Lúdica pelo Instituto Superior de Educação Vera Cruz (ISEVERACRUZ);- Pós-graduanda em Pedagogia Empresarial no ESAB andrea@unoeverso.com.br

Comments

0 Comentários desativados em A aplicação de brincadeiras em suas estratégias de trabalho 2605 27 agosto, 2012 Andrea Frangakis, Liderança e Pessoal agosto 27, 2012

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisar

Facebook