Conhecendo os 3 Pilares do Sucesso Profissional
Conhecendo os 3 Pilares do Sucesso Profissional
Posted by

Conhecendo os 3 Pilares do Sucesso Profissional

Fig. 1 Os 3 Pilares do Sucesso Profissional

Como você pode observar na fig. 1 a atitude profissional, está em equilíbrio sobre 3 pilares, com a mesma magnitude de importância.

Na prática o que observamos é a atitude do Personal Trainer, é ela que faz a grande diferença entre os profissionais; segundo o dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, atitude significa norma de proceder; comportamento, portanto, de forma muito simples entendemos que os profissionais de sucesso têm uma maneira, um comportamento diferenciado.

Este comportamento diferenciado é, portanto, o resultado do desenvolvimento equilibrado dos 3 pilares acima mencionados: conhecimentos, habilidades motoras e características pessoais.

Pilar no. 1 – Conhecimentos

Muitas pessoas confundem informação com conhecimento… Você pode obter informações por meio da leitura de livros, revistas jornais, na internet, T.V., nos cursos, conversas informais com profissionais, amigos.

 

Ter informação não significa ter conhecimento, pois através da informação é que se gera o conhecimento e o excesso de informação prejudica o armazenamento das informações (“síndrome da fadiga da informação”). Transformar informação em conhecimento é um grande desafio nos tempos atuais. É necessário um senso crítico apurado para identificar quais informações devem ser transformadas em conhecimento real e quais devem ser descartadas.

Para estar informado você pode frequentemente participar de programas de educação continuada, workshops, congressos, cursos de extensão e, por que não, uma pós-graduação lato sensu.

Atualmente existe um grande número de veículos que disponibilizam a  informação numa quantidade e a velocidade sem tamanho, há bem pouco tempo dependíamos da publicação de um novo livro ou vídeo sobre determinado assunto; com o advento da internet, redes sociais, a informação é, muitas vezes em tempo real, acaba de acontecer é já está disponível.

No entanto é interessante ressaltar que a informação tem um tempo de permanência, dependendo da natureza ela pode “envelhecer rapidamente, ficar desatualizada”, ser substituída por algo mais novo. É importante estar bem informado, saber das novidades, as mudanças são muito rápidas (vide frase de propaganda do Estadão)

O conhecimento é a aplicação prática da informação!

Não adianta o Profissional somente buscar informações nos livros de fisiologia, biomecânica e treinamento, aprender a teoria; o grande desafio é ser capaz de aplicá-las nas sessões de treinamento. A teoria da mobilização dos ácidos graxos como fonte de energia é conteúdo que você encontra nos livros de fisiologia, no Google, porém você vai encantar o seu aluno/cliente se elaborar um programa de treinamento com exercícios que ele goste e, principalmente que consiga alcançar seus objetivos e siga  motivado para continuar.

O Profissional, portanto, deve estar atualizado, constantemente buscar informações significativas nas diferentes áreas de conhecimento que compõe o programa de treinamento a ter a competência suficiente para aplicá-las na prática. Treinamento Funcional & CORE, Pilates, Yoga, Alongamento Miofascial, Avaliação Funcional, Treinamento Concorrente, Periodização de Treinamento, Anatomia das Emoções, Coaching, são os mais novos conteúdos e, ao mesmo tempo,  tendências  que compõe os modernos programas de treinamentos que, inquestionavelmente,  o Profissional deve conhecer.

Lembre-se: Conhecimento transmite segurança e confiança!

O conhecimento que possui deve ser utilizado sempre que necessário, não só para elaborar as sessões de treinamento, mas também para mostrar  para o seu aluno/cliente  o quanto você sabe quando eventualmente  questionado ou mesmo para explicar de forma clara e objetiva, com fundamentos científicos, o seu trabalho.

Você deve ser respeitado e transmitir confiança para seu aluno, da mesma forma que os demais profissionais da área da saúde, não só pela aparência física, amabilidade, carisma, capacidade de executar habilidades motoras  mas, também, pelo seu conhecimento técnico e científico.

Pilar no. 2 – Habilidades Motoras

Sob o ponto de vista teórico o termo habilidade motora significa “atos ou tarefas motoras que devem ser aprendidas e executadas corretamente, são aprendidas pela prática”.

Sob o ponto de vista didático, no processo ensino-aprendizagem,  as Habilidades Motoras, que também devem ser aprendidas, neste caso, pelo Profissional,  que compõe o pilar no. 2 , são em número de três.

Elas são fundamentais para tornar o relacionamento professor X aluno mais eficiente, tem relação com a capacidade que o personal trainer deve ter para executar tecnicamente, de forma correta,  diferentes habilidades motoras funcionais (exercícios físicos),  ser capaz de auxiliar a aprendizagem das respectivas habilidades e corrigir a execução das mesmas.

 

Considero, portanto, as habilidades citadas na figura 2, como habilidades para ensinar, necessárias para que o professor consiga tornar sua ação prática mais eficiente, fazer com que o aluno consiga aprender os exercícios de forma mais, rápida, segura e eficiente. Muito embora sejam habilidades para ensinar dependem da prática sistemática, quando mais corrigir, demonstrar, auxiliar, ou seja, treinar/praticar… Melhor será o seu desempenho. Portanto deverá ser capaz de:

1. Demonstrar corretamente a execução dos exercícios, de forma clara e objetiva, verbalizando e identificando pontos relevantes, ou seja, utilizando a comunicação verbal e visual para tornar a informação o mais eficiente possível. Para tanto é importante o treinamento prático, aprender a executar as principais habilidades motoras básicas, pois, para a grande maioria dos alunos, a demonstração é a maneira mais fácil de aprender. Durante a execução o professor deve ser capaz também de verbalizar o que está demonstrando, usar termos técnicos corretos (flexionar os cotovelos, afastar as pernas, elevar os braços, como por exemplo, ao invés de usar palavras, tais como, dobrar o joelho, esticar as pernas!).

 

O Profissional pode demonstrar os exercícios ficando de frente ou de costas para o(s) aluno(s), dependendo da complexidade da habilidade ou do nível de desenvolvimento dos alunos. Para muitos alunos, considerados iniciantes, aprender habilidades que tem muitos deslocamentos, para frente, para trás, com giros, como por exemplo, nas aulas de STEP, JUMP, fica mais fácil a memorização quando o professor demonstra as habilidades ficando de costas.

2. Auxiliar a execução dos exercícios identificando os pontos mais adequados para propiciar uma ajuda adequada; aonde dar apoio para que o exercício seja executado com melhor qualidade e, em muitos casos, para aumentar o desempenho, como por exemplo, fazer com mais carga ou mais amplitude.

3. Corrigir a execução dos exercícios, também conhecido como feedback corretivo  utilizando, para tanto, a informação visual (demonstrar forma correta de executar a habilidade motora), verbal ( informar verbalmente o que está ocorrendo de errado e o local), gestual (mostra o local)  e a táctil- sinestésica (tocar nos pontos/áreas onde está o erro).

 

Nas aulas em grupo, para tornar a correção mais efetiva, o professor deve circular entre os alunos, não ficar o tempo todo no palco, se aproximar daqueles que tem dificuldades e, de forma sutil, fazer as correções necessárias. Quando ocorre uma situação em que a grande maioria dos alunos está com dificuldades, ficar no palco e proceder a informação visual – demonstrar a forma correta, acompanhado da informação verbal – explicar os pontos que merecem atenção, é uma boa alternativa para corrigir o grupo. Em alguns casos, a informação gestual pode ser aplicada, ou seja, o professor mostra, aponta, no próprio corpo, o local do corpo onde está ocorrendo o erro.

Um aspecto importante, que não deve ser esquecido, é a utilização do feedback valorativo, ou seja, exteriorizar, por meio de palavras a sua opinião à respeito do desempenho do aluno no momento em que está executando determinado exercícios e também  mesmo sobre as mudanças ocorridas ao longo do treinamento.

Valorizar o esforço e empenho do aluno, a melhoria na execução dos exercícios, o aumento da carga utilizada, a diminuição do peso corporal, o aumento do nível de condicionamento físico, são alguns exemplos que podem ser utilizados para manter, ou mesmo aumentar o nível de motivação do aluno.

O Profissional deve e dominar estas três habilidades motoras, a competência de ensinar com sucesso é muito mais do que somente a se limitar a trocar pinos no equipamento de musculação ou ficar como segurança de esteira, ao lado do seu aluno, esperando terminar o tempo programado. Durante o treino, depois de demonstrar o exercício a ser realizado, quando necessário, tem que estar atento para fazer as devidas correções (verbal ou táctil sinestésica) quando necessário e não se esquecer de auxiliar o aluno a executar os exercícios mais complexos.

Pilar no. 3 – Características Pessoais

Não encontramos na literatura especializada, artigos, livros ou mesmo pesquisas que relacionam, de forma clara e objetiva, quais são exatamente as características pessoais que o Profissional deve ter para ter sucesso, conseguir realmente encantar seu aluno /cliente.

As características pessoais são inerentes a cada indivíduo, identificam a maneira que cada um é, a sua forma de ser, são inatas e podem ser desenvolvidos, dependendo de alguns fatores, entre eles, incentivo, oportunidade, motivação intrínseca e motivação extrínseca (Guiselini, 2009).

Existe um número determinado dessas características, quais são as mais importantes?

A seguir, estão relacionadas algumas das características pessoais que um Personal Trainer deve ter, de acordo com um trabalho de pesquisa que realizei com, cerca de 60 alunos/clientes, no qual a pergunta efetuada foi: Identifique cinco principais características que você julga importantes que o Personal Trainer deve ter para desempenhar sua atividade profissional.

O Personal Trainer deve ser um profissional que tenha as seguintes características:

Respeitável; Com conhecimento de sua área de atuação; Que me passasse segurança; Simpatia; Acolhimento; Respeito; Honestidade; Energia suave, mas ao mesmo tempo força; Responsabilidade; Dinâmico sem ser ansioso; Aparência limpa, saudável, trabalhada e muito bem cuidada; Personalidade desafiadora; Exigente, Perspicaz, Alerta, Esperto, Discreto; Alguma cultura geral porque, conversando durante a execução de alguns exercícios, parece que o tempo passa mais rápido; Informado; Alegria de viver e de trabalhar; Estimulante; Que não permitisse erros; Pouco condescendente; Gostasse do que faz com amor e dedicação; Se importasse com os resultados tanto ou mais do que eu; Criativo nos exercícios; Assíduo; Que enquanto eu estivesse me exercitando, pudesse sentir que estava sendo seu foco de atenção!; Que tivesse conhecimento e capacidade de me orientar nas dúvidas.

De acordo com os resultados da pesquisa podemos observar claramente que é o conjunto de várias características

As características que você tem são suficientes para desempenhar seu trabalho com sucesso?

Competência! A longevidade do Sucesso

A construção de uma carreira de sucesso do Personal Trainer, depende, como vimos anteriormente, do desenvolvimento equilibrado dos 3 pilares, eles são fundamentais  porém, sem dúvida existem outros fatores, como em qualquer outra profissão.

A competência, segundo Perronout (1999), é a capacidade de agir eficazmente em determinado tipo de situação, apoiada em conhecimento, mas sem limitar-se a ele; o Profissional competente é, além de ter bem desenvolvido, de forma equilibrada os três pilares, fundamentalmente capaz estabelecer uma relação empática com seu aluno/cliente, é cuidá-lo com acolhimento, percebendo suas características pessoais e usando-as para atingir seus objetivos por meio de exercícios prazerosos.

 

Deve, portanto,  desempenhar seu trabalho com muito “amor”, ser capaz, acima de tudo, de transmitir para seu aluno o quanto gosta  do que faz, os alunos sentem.

Prof. Ms. Mauro Guiselini é Mestre em educação física pela USP, Diretor  do  Instituto de Ensino e Pesquisa Mauro Guiselini, Colaborador do Programa BEM-ESTAR da Rede Globo

Comments

0 Comentários desativados em Conhecendo os 3 Pilares do Sucesso Profissional 573 04 abril, 2013 Coaching e Carreira, Mauro Guiselini abril 4, 2013

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisar

Facebook