Uso de práticas sustentáveis nas academias
Uso de práticas sustentáveis nas academias
Posted by

Uso de práticas sustentáveis nas academias

 

Algumas academias de ginástica, clubes, spas e centros poliesportivos têm adotado medidas restritivas com a finalidade de economizar água, poupar e, em alguns casos, até gerar sua própria energia elétrica.

Mas como podemos adotar práticas sustentáveis em projetos como reuso da água, materiais reaproveitáveis e naturais? Essa resposta é simples e fundamental. Uma das melhores medidas de contenção é fazer campanhas internas de conscientização sobre o consumo racional de água e energia junto aos alunos e equipe.

Mas quando falamos em infra-estrutura, vale optar por alguns itens facilmente encontrados em lojas de materiais de construção e que podem fazer grande diferença. Usar sistemas alternativos de aquecimento de água, como placas de aquecimento solar, que apesar de ter um custo inicial de implantação maior do que o aquecimento elétrico ou a gás, gera pouquíssima manutenção e economia permanente.

Quanto maior a área de telhado para a colocação das placas (sempre voltadas para o lado de maior incidência de sol) melhor.

Podemos economizar energia elétrica de outras formas também: colocando lâmpadas e luminárias com maior eficiência, sempre com a quantidade de luz necessária para cada espaço do imóvel e com vários circuitos, que permitam o acendimento de poucas lâmpadas de cada vez e até pintando a maioria das paredes com cores claras. Abrir janelas para favorecer a ventilação cruzada evitando o uso de ventiladores e ar condicionado.

Na prática algumas academias optam por reduzir a pressão da água nos vestiários e limitar no máximo de 1 minuto e meio a vazão nos chuveiros, e 15 segundos nas torneiras. Particularmente, sei que essa solução para o banho gera desconforto aos alunos, portanto não é a que eu geralmente indico. Usar componentes economizadores de água como torneira com fechamento automático: 55% de economia. Restritores para
torneiras e chuveiros: até 80% de economia. Torneira automática: 75% de economia. Usar monocomando para chuveiros; aeradores nos chuveiros (é uma peça que se coloca na entrada da água no chuveiro e que distribui melhor a água, deixando o banho bom com menos volume de água). Preferir a descarga de vazão variável, bacias com descarga de 6 litros e pressurizada.

Quanto aos materiais de acabamento e itens de decoração, sempre que possível devem ser de origens recicladas ou recicláveis. É importante dar preferência aos biodegradáveis, provenientes de demolições ou certificados (especialmente no caso da madeira, que deve vir de florestas de reflorestamento). Verificar sempre se a fabricação de cada item que for utilizado na construção inclui cuidados ambientais e não é fruto de condições indignas para os trabalhadores.

Patricia Totaro é Arquiteta responsável e sócia do escritório Patricia Totaro|Arquitetura de Resultados www.patriciatotaro.com.br

Comments

0 Comentários desativados em Uso de práticas sustentáveis nas academias 5949 03 março, 2015 Arquitetura, Patricia Totaro março 3, 2015

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisar

Parceiros

Facebook