Onomatopéia Corporativa
Onomatopéia Corporativa
Posted by

Onomatopéia Corporativa

Para aqueles que não se lembram mais, Onomatopéia, segundo o portal da educação¹ “Significa imitar um som com um fonema ou palavra. Ruídos, gritos, canto de animais, sons da natureza, barulho de máquinas, o timbre da voz humana fazem parte do universo das onomatopéias. Por exemplo, para os índios tupis tak e tatak significam dar estalo ou bater e tek é o som de algo quebrando. As onomatopéias, em geral, são de entendimento universal. Ao dizermos que um grilo faz “cri cri” ou que batemos à porta e fazemos “toc toc”, estamos utilizando onomatopéias.

Exemplos: tilintar, grasnar, piar, cacarejar, zurrar, miar

Organizações de todos os tamanhos estão “derrubando as paredes”, “abrindo as janelas” e melhorando de diversas formas o acesso aos departamentos, aos superiores, aos processos. É cada vez mais comum, empresas que permitem que o faxineiro opine no design da linha de produção, mensageiros apresentem seus pensamentos sobre formas de otimizar o trabalho de todos através de ações de custo zero ou quase zero. Isto nas empresas que ainda possuem mensageiros. É que depois da popularização dos e-mails, esta função dentro das empresas praticamente não existe mais.

O e-mail que é a abreviação de correio eletrônico em inglês, e foi estruturado praticamente no mesmo formato dos utilizados hoje em dia no início dos anos 80 é considerado um dos marcos do início da era digital e ganhou popularidade exponencial no final dos anos 90. Transformou substancialmente a forma das pessoas se comunicar dentro e fora das empresas sob os pretextos de ser prático, de documentar as conversas e custo próximo de zero contrapondo as desvantagens dos telefonemas que muitas vezes são perdidos por não encontrar a pessoa que se pretende entregar o recado ou fazer uma proposta além de deixar o “dito pelo não dito”. Aconteceu que muitas pessoas encararam a ferramenta criada para se comunicar como o próprio trabalho. Enviam e-mail para a pessoa que está sentada na mesa a sua frente quando poderiam levantar o olhar, pedir a atenção e comunicar algo ou combinar o que se pretende. Além deste desperdício de tempo digitando e da redução das relações pessoais além dos textos, tem sido cada vez mais comum perguntar sobre o andamento de um projeto, uma cotação ou qualquer outra demanda e ser respondido com um convicto: – Enviei um e-mail.  Seria então um correio eletrônico ou um Ih!-mail? Com sentido da onomatopeia ihhh!?

Independentemente de ser e-mail ou Ih!-mail, precisamos tornar o dia a dia das empresas mais humano e retomar as relações onde as pessoas anotem o que estão combinando ou utilizem o mesmo espaço nas suas memórias biológicas que armazenam os sites e senhas eletrônicas para validar ao que foi combinado em uma reunião e passem a interagir mais com os outros serem humanos. Se os trabalhos realmente pudessem se resumir a enviar mensagens uns para os outros, precisariam sair de casa, ter feito todo o seu asseio pessoal e enfrentado os congestionamentos comuns as grandes cidades nos horários pré e pós expediente? Precisamos lembrar a todo instante que mesmo em plena era digital, somos serem humanos e a energia que alimenta e lubrifica a máquina de cada ser ainda são os relacionamentos, olho no olho, bom dia, etc. Sim precisamos utilizar os e-mails, sim a ferramenta pode otimizar o nosso trabalho, sim ele tem sua praticidade. Precisamos apenas ter mais cuidado com a quantidade, com o tamanho das mensagens, com a manutenção da boa educação quando se escreve. Usar como MAIS uma ferramenta de relacionamento profissional sim, mas encará-lo praticamente como o próprio trabalho pode ser um grande equivoco.

1 – www.portaldaeducacao.com.br

 

Guilherme Moscardi é consultor de Gestão de Pessoas, pesquisador do GEPAE-USP, coautor do livro “Ser Mais Saudável e Melhorar Seu Bem Estar” e Sócio da Esistere.  guilherme@esistere.com.br www.esistere.com.br

 

Comments

0 Comentários desativados em Onomatopéia Corporativa 1345 27 junho, 2012 Guilherme Moscardi, Marketing e Vendas junho 27, 2012

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisar

Cursos

Facebook